Mais de 200 km de estradas serão recuperados na região da Amai

Por meio do Programa de Transferência do Projeto Recuperar, governo do estado vai repassar mensalmente mais de R$ 343 mil

Por Oeste Mais

05/08/2019 08:03



O termo de abertura do Programa de Transferência do Projeto Recuperar, que visa o repasse financeiro para a manutenção e recuperação rotineira da malha viária estadual, foi assinado na última semana pela presidente da Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai), Eliéze Comachio, em Florianópolis.

 

Serão 208,6 quilômetros recuperados em municípios que integram a Amai. Para a execução do projeto, a associação aderiu ao Consórcio Intermunicipal Catarinense (Cimcatarina), que engloba outras seis associações.  O governo do estado vai repassar mensalmente mais de R$ 343 mil para a recuperação e manutenção dos trechos.

 

>> Todos os municípios contemplados em SC

 

Para atender os 64 municípios pertencentes ao Cimcatarina, a previsão de repasse é de mais de R$ 2,5 milhões mensais. Dentre os municípios da Amai, segundo levantamento do consórcio, Abelardo Luz possui a maior extensão de rodovias estaduais cadastradas, com 36,8km, seguido de Ipuaçu, com 36,4km.

 

Ao todo, 170 cidades serão atendidas em Santa Catarina, com a assinatura de nove consórcios, que abrangem 16 das 21 associações de municípios catarinenses. Os futuros convênios representam quase quatro mil quilômetros da malha rodoviária estadual e investimentos de R$ 6,5 milhões por mês. O governo projeta dobrar a aplicação de recursos com o serviço. A partir do ano que vem, a previsão é que projeto receba R$ 120 milhões por ano, o que representa um crescimento de 124% em relação aos R$ 53,5 milhões aplicados em 2018.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.