30% das rodovias federais de SC são péssimas ou ruins, aponta Dnit

Segundo estudo, somente 43% das estradas são classificadas como boas

Por Oeste Mais

11/10/2018 11:08 - Atualizado em 11/10/2018 11:08


Um levantamento realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) aponta que a situação das rodovias federais de Santa Catarina piorou no último ano. De acordo com o estudo, somente 43% das estradas são classificadas como boas. Na pesquisa anterior, divulgada em 2017, eram 64% das rodovias federais catarinenses consideradas boas. As informações foram divulgadas pelo Diário Catarinense.

 

De acordo com a publicação, as estradas federais em situação ruim e péssima também aumentaram em um ano. Atualmente, 30% das BRs no estado estão nessas condições, o que representa cerca de 600 quilômetros. No ano passado, apenas 11% das rodovias eram ruins ou péssimas. O levantamento do Dnit não considera as rodovias sob concessão, caso das BRs 116 e 101. O mapa com a situação detalhada de cada BR está disponível aqui.

 

O cenário nacional também piorou no último ano. Enquanto 67% das estradas eram consideradas boas e 21% regulares no passado, atualmente os percentuais caíram para 59% (boas) e 18% (regulares). As estradas em situação ruim subiram de 7% para 10% e em situação péssima aumentaram de 5% para 13%.

 

Segundo o Dnit, a queda coincide com a diminuição dos recursos destinados à infraestrutura rodoviária. Nos últimos quatro anos, a média do orçamento do Ministério dos Transportes para o setor rodoviário caiu 28%, passando de R$ 9,66 bilhões, entre 2011 e 2014, para R$ 6,97 bilhões, de 2015 a 2018.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.