Crianças ficam feridas após carro sair da pista e cair em ribanceira no Oeste

Veículo era ocupado por oito pessoas, a maioria não usava cinto de segurança

Por Redação Oeste Mais

29/06/2022 07h31



Carro saiu da pista e capotou em uma ribanceira (Foto: Corpo de Bombeiros)

Duas crianças, de 5 e 2 anos, ficaram feridas após o carro em que estavam sair da pista e cair em uma ribanceira de aproxiamadamente 15 metros, na noite desta terça-feira, dia 28, por volta das 23h15, na BR-282, em Nova Itaberaba, Oeste catarinense.

 

O veículo, um Fiat/Bravo, era ocupado por oito pessoas.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a menina de 5 anos teve escoriações na cabeça e queimaduras de primeiro grau por combustível no rosto. Ela estava no banco traseiro e não usava cinto de segurança.

 

A outra criança, de 2 anos, que estava no colo da mãe no momento do acidente, também apresentava lesões no rosto e queimaduras de primeiro grau por combustível.

 

As vítimas foram encaminhadas ao hospital de Nova Erechim para atendimento médico.

 

Duas mulheres, de 22 e 23 anos, uma criança de 4 anos e um bebê de 5 meses também estavam no carro e não utilizavam cinto de segurança. Eles não tiveram ferimentos.

 

Um homem de 26 anos, que estava no banco traseiro, queixava-se de dor na coluna. Ele foi retirado pelo motorista do carro.

 

Segundo os socorristas, todos os ocupantes foram conduzidos ao hospital para avaliação médica.

 

O condutor, de 21 anos, relatava dores nas costas e tinha escoriações nas pernas. Ele contou aos bombeiros que saiu sozinho do carro após a queda no barranco e conseguiu retirar todas as vítimas do veículo, pois ficou com receio de que o carro pegasse fogo, por haver vazamento de combustível.

 

Além disso, o jovem relatou que tem conhecimentos médicos pois trabalhava como paramédico na Venezuela, onde residia anteriormente.

Local da queda tinha aproximadamente 15 metros de altura (Foto: Corpo de Bombeiros)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.