Carro de família de Ponte Serrada é guinchado após veículo ter três pneus danificados em buracos da rodovia

Eles voltavam de consulta do filho em Concórdia quando sofreram o prejuízo entre as BRs 153 e 282

Por Redação Oeste Mais

02/06/2022 16h51 - Atualizado em 02/06/2022 18h24



Uma família de Ponte Serrada sofreu um prejuízo grande na noite desta quarta-feira, dia 1°, ao ter três pneus do carro estourados por conta dos robustos buracos existentes ao longo da BR-282 e BR-153, entre os municípios de Concórdia e Ponte Serrada.

 

Ana Mafalda retornava de uma consulta periódica do filho de dez anos, junto com a criança, o esposo Edson Máximo e a mãe dela, quando acabaram caindo nas crateras abertas na pista.

 

Foi por volta das 19 horas quando o primeiro pneu sofreu dano, ainda na BR-153, quase entrando no município de Irani. Logo depois, já na BR-282, outros dois acabaram furando.

 

Leia também: Prejuízos causados por buracos em rodovias e nas cidades podem gerar indenização, diz advogado

 

Conforme a moradora, o trajeto está intransitável e os veículos que ali passam, chegam andar em zigue-zague, tentando desviar dos muitos buracos que encontram.

 

“Não existe velocidade ali”.

 

Ana Mafalda relatou que um pneu dianteiro e ambos os traseiros chegaram a ser cortados e as rodas entortadas devido ao impacto.

 

“Quem tem que tomar providências? O Dnit, governador, ajuda de prefeito, vereadores, deputados, senadores? Minha opinião! Alguém tem que tomar essa providência”, desabafa.

Carro da família chegou a ser guinchado por conta dos estragos (Foto: Divulgação)

Por conta dos estragos causados no automóvel, a família da ponteserradense precisou acionar o seguro para que o carro fosse guinchado até o destino final.

 

“É o maior perigo. Ainda que não aconteceu o pior. Foi só danos materiais”, comenta. “É triste, é vergonhoso. Você paga os impostos, se organiza, e quem vai pagar? Foram três pneus”.

 

Indignada com a situação, a família constatou um prejuízo aproximado de R$ 3 mil diante dos estragos causados do veículo.

 

Para Ana Mafalda, as pessoas acabam ficando até mesmo com o psicológico abalado, por conta do medo de transitar pela via, devido ao perigo até mesmo de acidentes graves.

 

“Você está com a família no carro, andando devagar... Porque uma carreta também vai desviar e pode vir por cima, não segura”.

 

A família informou que vai registrar um boletim de ocorrência e buscar os direitos para conseguir indenização. 

Além dos pneus terem sido rasgados, as rodas foram entortadas (Foto: Divulgação)

 O que diz o Dnit

 

Procurado, o Dnit comunicou que serviços de tapa-buracos estão sendo feitos entre o trevo de Irani ao município de Ponte Serrada, o que de fato aconteceu nas últimas semanas. 

 

Uma camada extra de asfalto chegou a ser colocada em um trecho da BR-282, como medida emergencial. Porém, em alguns locais, as condições da rodovia continuam bastante críticas. 

 

O órgão ainda informou que, em breve, a rodovia receberá serviço de recuperação completa. Já sobre a rodovia BR-153, onde há crateras na pista, nada de reformas foi anunciado.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.