Médica de SC que ficou quase 30 horas à espera de resgate após acidente de carro deixa hospital

Mariana recebeu alta nesta terça-feira, dia 27

Por Oeste Mais

28/04/2021 13h45 - Atualizado em 28/04/2021 13h45



A médica que ficou desaparecida por quase 30 horas e foi encontrada em uma ribanceira depois de sofrer um acidente de carro na BR-470 recebeu alta hospitalar no fim da tarde de terça-feira, dia 27. Mariana Fossati, de 31 anos, estava internada em Curitibanos, no Oeste catarinense, desde o dia 19 de abril.

 

Segundo Jucenara dos Santos, que é mãe da médica, Mariana está em casa recebendo medicamentos e se recupera bem dos ferimentos que sofreu por conta do acidente. "[Ela] está muito feliz, e eu também", disse.

 

A médica desapareceu na madrugada de domingo, dia 18, quando saiu de casa em Curitibanos com destino a Taió, no Vale do Itajaí, por volta das 5h. Como ela não chegou ao hospital onde trabalha, família e amigos começaram a procurá-la.

 

Um motorista que passava pela Serra avistou o carro em meio à vegetação na manhã de segunda-feira, dia 19, em Pouso Redondo, no Vale do Itajaí, e avisou os socorristas que já estavam realizando buscas na região com informações obtidas por meio do sinal de GPS do celular dela.

 

Segundo os bombeiros, Mariana foi localizada caída próxima do veículo, com ferimentos e sinais de desnutrição. No hospital, ela contou aos familiares que perdeu o controle da direção do carro após um cachorro passar na frente do veículo. Ao sair da pista, ela caiu na ribanceira.

 

Após ser encontrada, a médica foi levada ao Hospital Hélio dos Anjos Hortiz, onde fez uma cirurgia para a retirada do baço. Ela chegou a ficar na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.