VÍDEO: Durante fuga da polícia, carro "voa", atinge caminhonete e motorista fica preso nas ferragens

Motorista estava com a CNH cassada e fugia depois de ter sido flagrado em uma festa clandestina

Por Oeste Mais

15/03/2021 13h29 - Atualizado em 15/03/2021 15h13



Caminhonete foi atingida na traseira pelo Escort em alta velocidade (Fotos: Divulgação)

Um carro voou após passar por uma lombada e atingiu a traseira de uma caminhonete durante fuga da polícia, na tarde do último sábado, dia 13, em Caçador.

 

O caso foi registrado por uma câmera de videomonitoramento, por volta das 17h30, e mostra um Ford Escort atingindo violentamente a traseira da caminhonete que seguia logo à frete (assista ao vídeo logo abaixo).

 

O motorista do Escort, de 22 anos, ficou preso nas ferragens e foi resgatado pelos Bombeiros Voluntários com ferimentos no rosto. Ele foi levado ao Hospital Maicé, em Caçador, também com suspeita de fratura nas pernas.

 

Na caminhonete estavam três pessoas da mesma família, mas apenas o motorista de 50 anos foi atendido com dores nas costas. Com a batida, a caminhonete atingiu a traseira de um Classic que seguia na frente.

 

No Classic estavam quatro pessoas, inclusive com um bebê de 15 dias que estava sendo amamentado naquele momento. Contudo, apenas o motorista relatou que sentia dores no corpo.

 

Motivo da fuga

 

Segundo a Polícia Militar, o rapaz estaria em uma festa clandestina que ocorria na comunidade de Despraiado do Gumercindo, a cerca de dois quilômetros do local do acidente. Ao perceber a chegada da PM, ele entrou no carro e fugiu dirigindo em alta velocidade pelas ruas da cidade. 

 

O jovem estava com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) cassada. No carro apreendido foram encontradas várias latas de cerveja, entretanto, o motorista se recusou a realizar o teste de bafômetro.

 

O caso foi registrado em um boletim de ocorrência.

Motorista do Escort ficou preso nas ferragens (Fotos: Divulgação)

Com informações do ND Mais


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.