Quatro mortes e 150 feridos durante feriadão nas rodovias federais de SC

PRF concluiu Operação Proclamação da República no final da noite deste domingo

Por Oeste Mais

18/11/2019 09h35 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Quatro pessoas morreram e 150 ficaram feridas em acidentes nas rodovias federais de Santa Catarina durante o feriadão do último final de semana. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, dia 18, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), após o fechamento da Operação Proclamação da República, no final da noite deste domingo, dia 17.

 

O trabalho de fiscalização iniciou ainda no início da madrugada da última quinta-feira, dia 14. Foram 123 acidentes registrados ao longo dos quatro dias de operação Conforme a PRF, em comparação com o mesmo período do ano passado, houve aumento no número de acidentes e feridos, mas queda no número de mortes, quando cinco pessoas morreram em 2018.

Acidente em Faxinal dos Guedes provocou duas mortes na noite de sexta-feira, dia 15 (Foto: Corpo de Bombeiros)

As quatro vítimas fatais registradas no feriadão foram em acidentes ocorridos em pistas simples: quinta-dia, dia 14, na BR-282 em São José do Cerrito; sexta-feira, dia 15, na BR-470 em Gaspar e na BR-282 em Faxinal dos Guedes; e no sábado, dia 16, na BR-470 em Pouso Redondo.

 

Durante os cinco dias de operação, a PRF ainda lavrou 3.467 autos de infração por irregularidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Do total, 332 foram para motoristas dirigindo embriagados, 252 por ultrapassagens em local proibido e 466 por não usar o cinto de segurança.

 

Na área criminal, 40 pessoas foram presas por motivos diversos nas rodovias federais do estado. A PRF apreendeu também 1.500 quilos de maconha na BR-101 em Joinville e duas armas com 54 munições em Paulo Lopes. Ainda durante o feriadão, foram 30 ações educativas, sensibilizando 1.134 pessoas para a importância de um trânsito seguro.

PRF realizou Operação Proclamação da República ao longo de quatro dias (Foto: PRF)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.