Projeto prevê 13 quilômetros de terceira faixa entre Chapecó e Ponte Serrada

Obras no Oeste da BR-282 devem começar em algumas semanas, segundo o Dnit

Por Oeste Mais

29/03/2017 11h05 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Trecho de 75 quilômetros deve ser revitalizado na BR-282 (Foto: Arquivo/Oeste Mais)

O Dnit vai assinar dentro dos próximos 20 dias um contrato com a Neovia Engenharia (PR) para a restauração do pavimento, implantação de interseções e terceiras faixas na BR-282, entre Chapecó e Ponte Serrada. O anúncio ocorreu em audiência entre o superintendente do Dnit em Santa Catarina, Vissilar Pretto, e o deputado federal catarinense Celso Maldaner.

 

O contrato é de R$ 76 milhões para o trecho de 75 quilômetros, com recursos de emendas parlamentares da bancada catarinense. O projeto prevê 13 quilômetros de terceira faixa. Também haverá a retirada da capa asfáltica em trechos danificados e o reforço asfáltico, além da manutenção pelos próximos cinco anos. A licitação de dois lotes aconteceu em novembro de 2016.

 

Já para um segundo lote está prevista a contratação de serviços de elaboração dos projetos básico e executivo das BRs 282 e 158, em trecho de Chapecó a São Miguel do Oeste, com inclusão das travessias de Nova Erechim, Pinhalzinho e Maravilha.

 

“Infelizmente o segundo lote teve divergências na licitação e será julgado nos próximos dias. As três empresas concorrentes discutiram a admissibilidade de cada uma. O superintendente me garantiu que as obras devem ficar com a terceira empresa, que é do Oeste. Porém, esperamos que a quarta empresa não conteste”, destacou o deputado federal.

 

Celso Maldaner informa ainda que os prazos de recursos devem ser respeitados conforme prevê a legislação. “Assim que resolvida esta parte burocrática, o contrato é assinado e as obras podem começar. Não vejo a hora, é uma luta de mais de 16 anos”, finalizou o parlamentar.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.