Colisões frontais resultam em cinco mortes em rodovias de Santa Catarina

Uma das batidas envolveu dois carros e matou três pessoas, deixando ainda outra com lesões graves no Oeste

Por Oeste Mais

22/05/2014 10h13 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Dois acidentes com mortes ocorreram por volta das 19h30 desta quarta-feira, dia 21, em rodovias de Santa Catarina. Em uma colisão frontal entre dois carros em Nova Erechim, no Oeste, três pessoas morreram, uma teve lesões graves e outras duas tiveram ferimentos leves. Já em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, dois condutores de motos morreram em uma colisão frontal. Um dos motociclistas foi projetado para fora da via por um carro.


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal de Maravilha, que atendeu a ocorrência em Nova Erechim, um veículo GM/Corsa, com placas de Chapecó, atravessou a BR-282, na altura do km 571,2, para entrar em um posto de gasolina. Ao passar pela via oposta, colidiu frontalmente com uma caminhonete Toyota/Hilux, com placas de Dionísio Cerqueira.


No Corsa somente o motorista, de 39 anos, sobreviveu e foi encaminhado em estado grave para um hospital em Pinhalzinho. Gentila Padilha dos Santos, de 59 anos, Alvaneve Padilha dos Santos, de 37 anos, e Jéssica Padilha dos Santos Massotti, de 23 anos, pessoas da família do condutor, morreram. As duas pessoas que estavam na Hilux sofreram lesões leves.


Em Governador Celso Ramos uma moto realizava uma ultrapassagem na SC-AE101E, na entrada do município. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, no outro lado da via, uma segunda moto passava em alta velocidade quando ocorreu a colisão frontal. Ao bater, uma das motos deslizou e foi projetada por um carro Megane para fora da via. Os dois motociclistas, Felip Cidney Simão, de 24 anos, e Isaias da Silva, de 26, morreram no local. O motorista do carro saiu ileso.


G1 / SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.