Aviso meteorológico alerta para risco de temporais entre Oeste e Planalto de SC

Epagri/Ciram indica possibilidade de tempestades isoladas entre as 13 e 21 horas desta segunda-feira

Por Oeste Mais

31/12/2018 09:00



Entre as 13 e 21 horas desta segunda-feira, dia 31, há risco de temporais isolados entre o Oeste e Planalto de Santa Catarina, de acordo com um aviso meteorológico emitido nesta manhã pela Epagri/Ciram.

 

Segundo o órgão, há um sistema de baixa pressão no Paraguai e forte calor. A previsão é de pancadas de chuva isolada, com raios e risco de temporal (rajadas de vento de 60 a 90 km/h e granizo).

 

O alerta é de chuva moderada a forte em um curto espaço de tempo, com acumulados de 30 a 50 milímetros.

 

Recomendações da Defesa Civil

 

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade.

 

Alagamentos/inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

 

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

 

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199, Corpo de Bombeiros 193 ou Polícia Militar 190.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.