Chuva dos últimos dias não foi suficiente e municípios catarinenses seguem em sinal de alerta

Estudo destaca que distribuição não foi homogênea em todos as cidades catarinenses

Por Oeste Mais

14/07/2020 08h07 - Atualizado em 14/07/2020 08h11


Estiagem afeta municípios catarinenses (Foto: Divulgação)

Dados do sétimo Boletim Hidrometeorológico Integrado do Estado apontam que devido ao volume de chuva significativo no último mês, Santa Catarina apresenta uma situação de melhora em relação aos estudos anteriores. Mas como a distribuição não foi homogênea em todos os municípios, algumas cidades ainda enfrentam algum tipo de problema no abastecimento impactado pela estiagem.

 

Conforme os dados, dentre as 279 cidades catarinenses estudadas há 212 em estado de normalidade, 40 de atenção, 25 em alerta e duas em estado crítico, situação que reforça o período ainda delicado que Santa Catarina se encontra, tendo em vista a falta de chuva por longos períodos, sem precipitação desde 2019.

 

O boletim observa o abastecimento ainda prejudicado na zona rural, enquanto na área urbana ocorre uma recarga mais aparente. Dos 116 municípios que decretaram situação de emergência, 96 informaram que tiveram suas áreas rurais afetadas.

 

A gerente de Fiscalização de Saneamento Básico da Aresc, Luiza Burgardt, comenta que o volume de chuvas de junho veio favorecer os mananciais e, consequentemente, o abastecimento público, porém as previsões tendenciam ainda período delicado para a estiagem em alguns municípios. “O cenário ainda é preocupante. Desta forma, vamos continuar verificando as condições de abastecimento das cidades catarinenses”, destaca.

 

Para o diretor de Recursos Hídricos e Saneamento, Leonardo Ferreira, com mais este relatório fica comprovado que é preciso continuar economizando água no estado.

 

O estudo, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), é realizado juntamente com a Defesa Civil de Santa Catarina, Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) e outras agências reguladoras do estado.

 

Previsão

 

Para o trimestre, a previsão é de pouca chuva para normalizar o abastecimento urbano no curto prazo. No entanto, tendo em vista a condição hidrológica dos cursos d’água, é possível indicar a permanência da estiagem prolongada em Santa Catarina por conta da necessidade de uma maior distribuição e volume de chuvas esperados com mais frequência, que pode ser esperada apenas em setembro.

 

Dicas para poupar água

 

– Tome banhos rápidos e feche o chuveiro ao se ensaboar;

 

– Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba;

 

– Não lave a louça com água corrente, abra a torneira apenas para enxaguar;

 

– Não use a água como vassoura. Em calçadas e áreas pavimentadas, primeiro varra a sujeira, depois lave com a utilização de um balde;

 

– Não use mangueira, e sim balde e pano para lavar o carro;

 

– Verifique se não há vazamentos na tubulação de água;

 

– Ligue a máquina de lavar roupas apenas quando ela estiver completamente cheia;

 

– Reaproveite água.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.