Chapecó decreta situação de emergência após danos por vendaval

Validade é de 180 dias, segundo o município, para que seja possível recuperar os espaços e serviços comprometidos

Por Oeste Mais

02/07/2020 09h13 - Atualizado em 02/07/2020 09h13


Chapecó foi atingida por vendaval na terça-feira (Foto: Divulgação)

A administração municipal de Chapecó decretou situação de emergência após os danos provocados pelo vendaval que atingiu o Sul do Brasil nesta semana. O decreto foi assinado nesta quarta-feira, dia 1º, pelo prefeito Luciano Buligon.

 

O documento leva em conta os estragos que afetaram todos os bairros da cidade, incluindo comunidades do interior, danos humanos, prejuízos econômicos e sociais, e a necessidade urgente de atendimento aos chapecoenses afetados.

 

De acordo com o relatório técnico da Defesa Civil, foram atendidos somente pelo órgão municipal 581 ocorrências relacionadas ao vendaval. Uma pessoa morreu em Chapecó durante a tempestade.

 

A validade do decreto é de 180 dias, segundo o município, para que seja possível durante o período a recuperação dos espaços e serviços comprometidos pelo mau tempo.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.