Tempestades provocaram o maior dano na história da rede elétrica em SC, afirma Celesc

Cerca de 1,3 mil funcionários ainda trabalham para restabelecer a distribuição de energia

Por Oeste Mais

01/07/2020 14h06 - Atualizado em 01/07/2020 14h06


A quarta-feira, dia 1º, continua sendo de muito trabalho para as equipes da Celesc, nos reparos decorrentes da passagem do ciclone extratropical por Santa Catarina. Cerca de 1,3 mil funcionários ainda trabalham para restabelecer a distribuição de energia a cerca de 750 mil unidades consumidoras que continuam sem luz.

 

De acordo com a companhia, o ciclone extratropical provocou o maior registro de danos na rede elétrica da história, deixando 1,5 milhão de unidades consumidoras sem luz em todo o estado. Árvores, postes e placas caíram sobre a rede elétrica e provocaram problemas graves na distribuição de energia.

Funcionários da Celesc seguem trabalhando para consertar danos (Foto: Ricardo Wolfenbuttel/Secom)

O trabalho envolve, principalmente, a retirada de material pesado que caiu sobre a rede e pode levar de dois a três dias em determinadas localidades. “Neste momento, as pessoas devem ficar em casa e não se aproximarem de locais próximos à rede elétrica para evitar acidentes”, orientou o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da Celesc, Pablo Cupani.

 

“Embora a Celesc estivesse preparada para a passagem do ciclone com equipes de sobreaviso, os danos foram muito significativos”, disse Cupani.

 

Os fortes ventos também provocaram o rompimento de cabos de fibra ótica, o que impossibilitou a recomposição automática do sistema e a comunicação de consumidores com o call center da empresa. A situação dificultou ainda mais a identificação dos locais com problemas na rede de distribuição. A única forma de comunicação dos consumidores é através do aplicativo da Celesc.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.