Satélite mostra efeitos da estiagem no Oeste catarinense

Há um ano o nível do rio Uruguai vem caindo e expondo as pedras da calha

Por Oeste Mais

20/05/2020 09h57 - Atualizado em 20/05/2020 10h03




A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) divulgou nesta quarta-feira, dia 20, imagens impressionantes de um trecho do rio Uruguai, no Oeste catarinense, que ilustram a atual estiagem na região.

 

A estiagem que atinge Santa Catarina desde janeiro vem modificando paisagens. No trecho que passa por Itapiranga, por exemplo, o rio Uruguai está quase irreconhecível. A diferença é tanta, que pode ser vista do espaço. É o que relatou Kleber Trabaquini, pesquisador da Epagri e doutor em sensoriamento remoto.

 

O pesquisador apresentou imagens de um satélite europeu que mostram o nível do rio muito abaixo do normal, na comparação entre as cenas deste ano e do mesmo período do ano passado. “Devido à forte estiagem que a região enfrenta, a calha do rio está exposta e pode ser captada por imagens orbitais. A Epagri vem acompanhando a estiagem, que vem causando diversos danos, como quebra da safra agrícola, bem como com quedas significativas no nível dos rios, o que impacta no abastecimento de água da população catarinense”, descreveu Kleber.

 

Kleber disse que o rio Uruguai começou a demonstrar sinais da estiagem já em janeiro deste ano e, naquela ocasião, rochas que ficam no leito do rio já podiam ser visualizadas através das imagens orbitais do satélite Sentinel-2.

Comparação entre os meses de abril de 2019 e 2020 evidenciam a modificação na paisagem (Fotos: Reprodução/Epagri)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.