5G deve chegar a pequenos municípios só em 2029; veja o cronograma da Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações tem um cronograma com metas, mas disponibilidade efetiva da rede dependerá do ritmo de investimento das operadoras de telefonia

Por Redação Oeste Mais

05/11/2021 08h54



A tecnologia 5G será implantada gradualmente nos municípios brasileiros. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) iniciou nesta quinta-feira, dia 4, o leilão para definir as empresas responsáveis pela instalação do sistema, que só deverá chegar a pequenos municípios em 2029 (veja o cronograma mais abaixo).

 

No entanto, a Anatel anunciou que o 5G deve funcionar nas 26 capitais do Brasil e no Distrito Federal em julho de 2022, mas isso não significa que essas cidades oferecerão a frequência em todos os bairros.

 

Para Marcos Ferrari, presidente-executivo da Conexis, entidade que representa as operadoras, a cobertura pode acontecer até mesmo antes das metas previstas pela Anatel, conforme a demanda dos consumidores e a competição do mercado.

 

"A partir de julho de 2022, conforme está no edital, começa a ligar [o 5G] nas capitais. E aí a competição vai determinando o ritmo de instalação de antenas", afirma.

 

O 5G vai exigir muitas antenas para entregar todo o seu potencial e será preciso construir a infraestrutura de fibra óptica para o transporte de dados. A instalação dos equipamentos deve ocorrer gradualmente de acordo com a estratégia de cada operadora.

 

Veja o cronograma previsto pela Anatel:

 

31 de julho de 2022: capitais e Distrito Federal (DF) tendo uma estação rádio base (ERB, ou antena) a cada 100 mil habitantes;

31 de julho de 2023: capitais e DF tendo uma ERB a cada 50 mil habitantes;

31 de julho de 2024: capitais e DF tendo uma ERB a cada 30 mil habitantes;

31 de julho de 2025: capitais e DF e cidades com mais de 500 mil habitantes tendo uma ERB a cada 10 mil habitantes;

31 de julho de 2026: cidades com mais de 200 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes;

31 de julho de 2027: cidades com mais de 100 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes;

31 de julho de 2028: pelo menos 50% das cidades com mais de 30 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes;

31 de julho de 2029: 100% das cidades com mais de 30 mil habitantes tendo uma ERB a cada 15 mil habitantes.

 

Nos municípios com até 30 mil habitantes, a Anatel determina a instalação de até 5 estações rádio base, conforme o tamanho da população. Veja o cronograma para estas cidades:

 

31 de dezembro de 2026: 30% dos municípios com até 30 mil habitantes;

31 de dezembro de 2027: 60% dos municípios com até 30 mil habitantes;

31 de dezembro de 2028: 90% dos municípios com até 30 mil habitantes;

31 de dezembro de 2029: 100% dos municípios com até 30 mil habitantes.

Com informações do g1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.