Lei criada garante reconstrução da mama para vítimas de câncer

Norma deve entrar em vigor em até 180 dias

Por Oeste Mais

21/12/2018 14:30 - Atualizado em 21/12/2018 14:30



O Diário Oficial da União publicou nesta quinta-feira, dia 20, a lei que garante cirurgia plástica reconstrutiva da mama às mulheres que sofreram com o tratamento de câncer.

 

De acordo com o texto, os procedimentos de simetria da mama e de reconstrução do complexo aréolo-mamilar passam a ser considerados partes integrantes da cirurgia plástica.

 

A lei, que deve entrar em vigor em 180 dias, estabelece ainda que, quando existirem condições técnicas, a reconstrução da mama seja efetuada de forma imediata. Quando isso não for possível, a paciente será encaminhada para acompanhamento e terá garantida a realização da cirurgia logo após alcançar as condições clínicas exigidas.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.