Anvisa determina novas regras em rótulos de alimentos

Objetivo é melhorar a clareza das informações para os consumidores

Por Redação Oeste Mais

26/07/2022 16h47 - Atualizado em 26/07/2022 16h47



Tabelas nutricionais também terão alterações para facilitar a leitura (Foto: Divulgação)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou novas regras para os rótulos de alimentos comercializados, com objetivo de auxiliar o consumidor a fazer escolhas mais saudáveis.

 

Considerada a maior inovação das novas regras, um símbolo informativo nutricional deve constar no painel da frente da embalagem. A ideia é esclarecer o consumidor, de forma clara e simples, sobre o alto conteúdo de nutrientes que têm relevância para a saúde.  

 

Um símbolo de lupa será utilizado para identificar o alto teor de três nutrientes: açúcares adicionados, gorduras saturadas e sódio. (veja na imagem abaixo)

Foto: Divulgação

A tabela de informação nutricional também passará por mudanças significativas. A primeira delas é que ela terá apenas letras pretas e fundo branco, melhorando a legibilidade das informações.   

 

Outra alteração será nas informações disponibilizadas na tabela. Passará a ser obrigatória a declaração de açúcares totais e adicionados, do valor energético e de nutrientes por 100 g ou 100 ml, para ajudar na comparação de produtos, bem como o número de porções por embalagem.  

 

Além disso, a tabela deverá estar localizada, em geral, próxima à lista de ingredientes e em superfície contínua. Ela não poderá ser apresentada em áreas encobertas, locais deformados ou de difícil visualização.

 

Conforme a coordenadora coordenadora-geral de Alimentação do Ministério da Saúde, Gisele Bortolini, a má nutrição é o principal fator que impacta na carga de doenças dos brasileiros e, como consequência, traz a obesidade e o excesso de peso como as condições mais prevalentes associadas à alimentação inadequada.

 

 “Uma das estratégias efetivas para melhorar a alimentação dos brasileiros e prevenir a incidência de doenças é garantir a informação adequada, que permita uma rápida comparação entre os alimentos. No momento que as informações são mais claras e se permitem as escolhas, isso contribui para a nutrição e a saúde da população brasileira”, destaca Gisele.

 

As novas regras para rotulagem de alimentos devem entrar em vigor no dia 9 de outubro deste ano, segundo a Anvisa.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.