Santa Catarina chega a 1 milhão de recuperados do coronavírus

Boletim também aponta 1.038.405 de casos confirmados e 21.608 em acompanhamento

Por Redação Oeste Mais

25/06/2021 08h35 - Atualizado em 25/06/2021 08h35



Santa Catarina chegou a 1 milhão de pessoas recuperadas do coronavírus, nesta quinta-feira, dia 24, conforme o boletim divulgado pelo Governo do Estado.

 

De acordo com os números, há 1.038.405 casos confirmados de infecção pelo vírus, sendo que 1.000.242 se recuperaram e 21.608 estão em acompanhamento.

 

Além disso, a Covid-19 causou 16.555 óbitos no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade atual é de 1,59%.

 

Em comparação com o dia anterior, há 59 óbitos a mais. O total de confirmados cresceu 3.363, enquanto 2.806 pessoas passaram a se enquadrar nos critérios para serem consideradas recuperadas. Registrou-se um aumento de 498 no número de casos ativos.


Estima-se que haja casos ativos em 288 municípios. Considerando dados proporcionais à população, a regional com a maior quantidade de casos ativos atualmente é Meio-Oeste (494 para cada 100 mil habitantes). Na sequência, aparecem Serra (464) e Xanxerê (463).

 

Atualmente, há 1.524 leitos de UTI Adulto ativos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o estado, dos quais 1.450 estão ocupados, sendo 948 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. A taxa de ocupação de UTI Adulto é de 95,1%.

 

Confira o detalhamento por regional de saúde na região:

 

Meio-Oeste:
Casos confirmados: 34.441 (17.634 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 965 (494 por 100 mil hab.)
Óbitos: 471 (241 por 100 mil hab.)
Recuperados: 33.005

 

Oeste:
Casos confirmados: 53.339 (14.613 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 1.043 (286 por 100 mil hab.)
Óbitos: 970 (266 por 100 mil hab.)
Recuperados: 51.326

 

Xanxerê:
Casos confirmados: 26.188 (12.961 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 935 (463 por 100 mil hab.)
Óbitos: 543 (269 por 100 mil hab.)
Recuperados: 24.710


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.