Após semanas, região Oeste volta a ter UTIs adulto lotadas para pacientes com Covid-19

Hospitais da região estão com lotação máxima

Por Andressa Maria Guinzelli

10/06/2021 14h45 - Atualizado em 10/06/2021 14h53



Após semanas com a fila de espera por leitos de UTI adulto zerada, a região Oeste de Santa Catarina volta a registrar UTIs com lotação máxima e fila de pacientes à espera de leitos especializados. Segundo dados do Painel de Leitos em Santa Catarina, até a tarde desta quinta-feira, dia 10, a região do Grande Oeste e Meio-Oeste apresentavam ocupação de leitos adultos em 100% (veja mais abaixo).

 

Conforme informações divulgadas pelo G1, na manhã desta quinta, até a noite de quarta-feira, dia 9, cinco pessoas aguardavam por leitos especializados na região, números que podem aumentar levando em consideração a ocupação máxima do Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, do Hospital Regional São Paulo (HRSP), em Xanxerê, além dos hospitais de Maravilha e São Miguel do Oeste, que segundo os dados do governo estadual, estão com 100% das UTIs adultas Covid ocupadas.

 

O HRSP, de Xanxerê, já havia divulgado ainda no fim do mês de maio um alerta sobre a ocupação do hospital. Na ocasião, o diretor técnico, Mário Marques, já informava que o local estava com 100% de ocupação na UTI Geral, além dos setores de internação e a UTI Covid também estarem lotados.

 

As informações do Governo do Estado divulgadas no último balanço desta quarta-feira, dia 9, apontam que há 41 pessoas à espera de UTI. Em Santa Catarina há um total de 994.125 casos confirmados de infecção pela doença, sendo que 956.222 estão recuperados e 22.105 continuam em acompanhamento. A Covid-19 causou 15.798 óbitos no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade atual é de 1,59%.

Painel de Leitos UTI SUS (Foto: Divulgação)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.