Governo de Santa Catarina prevê agravamento da pandemia

Estado tem o maior número de pacientes em tratamento contra a Covid-19 dos últimos 33 dias

Por Oeste Mais

21/05/2021 10h50 - Atualizado em 21/05/2021 10h50



O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), esteve em visita a Criciúma, nesta quinta-feira, dia 20, e durante entrevista disse que prevê um agravamento da crise sanitária causada pela pandemia da Covid-19 nos próximos dias. Carlos Moisés afirmou que o crescimento de ativos da doença no estado preocupam.

 

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou também nesta quinta,  o boletim do coronavírus, que aponta o estado com o maior número de pacientes em tratamento contra a Covid-19 em 33 dias. Conforme os dados, são 21.115 pessoas que têm a capacidade de transmitir o vírus nessa situação.

 

"Nós estamos nos aproximando de dias que devemos ter um agravamento da crise da Covid-19. Nossos gráficos indicam, nossos mapas indicam. Eu já recebo dos governadores dos estados vizinhos notícia de que tem reflexo tanto no número de casos ativos, casos de óbitos, já tem reflexo, negativo obviamente, de uma onda que se aproxima. Em Santa Catarina não será diferente", destaca o governador. 

 

Ainda conforme as informações do painel de UTIs em Santa Catarina, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva Udual (UTI) da rede pública está em 94,36%. Se forem levados em conta apenas os leitos para infaltil, a taxa é de 93,93%. Com a demanda nos hospitais, há 27 pessoas à espera por um leito em UTI.

 

Durante a visita em Criciúma, o governador ressaltou a importância de respeitar as medidas sanitárias e disse que é preciso fortalecer a fiscalização das regras.

 

"Como é uma doença da sociedade, do coletivo, nós temos que agir na coletividade e atuando na prevenção, acreditando na ciência, esperando a vacina e acelerando o processo de vacinação", disse.

Decreto estadual mantém medidas contra a Covid-19

 

O governo de Santa Catarina estendeu o prazo para cumprimento das medidas restritivas contra a Covid-19 em Santa Catarina até o dia 31 de maio e ajustou o horário de funcionamento de serviços e estabelecimentos.

 

O novo decreto com as ações de enfrentamento da pandemia entrou em vigor nesta terça-feira, dia 18.

 

Os atuais protocolos sanitários para convivência segura continuarão valendo em todo território catarinense, assim como regramentos já estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

 

A mudança de horário abrange serviços de alimentação, que agora podem abrir uma hora mais cedo, ou seja, a partir das 5 horas. A medida possibilita que padarias, lanchonetes, cafeterias, lojas de conveniências e supermercados recebam as primeiras demandas por refeições da manhã.

 

Acesse o Decreto nº 1.276/2021 e confira detalhes

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.