Pazuello diz que fica no cargo, mas que presidente estaria avaliando novos nomes

Ministro admitiu possibilidade de substituição

Por Redação Oeste Mais

15/03/2021 17h51 - Atualizado em 15/03/2021 17h59



Ministro admitiu possibilidade de substituição (Foto: Evaristo SA/AFP)

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta segunda-feira, dia 15, durante entrevista coletiva que permanecerá no Ministério da Saúde, mas que o presidente Jair Bolsonaro estuda substituição e busca reorganizar o ministério.

 

"Não é da minha característica. Não vou pedir para ir embora", declarou Pazuello. 

 

O ministro também negou que esteja doente, e declarou que se houver alguma troca, cabe ao presidente decidir. Ele ainda falou que o presidente estaria avaliando novos nomes para concretizar a substituição.

 

"Eu não vou pedir para ir embora. Não é da minha característica, eu não vou pedir para ir embora. Nem eu nem o Élcio [Franco, secretário-executivo] nem nenhum de nós que está aqui. Isso não é um jogo, não é uma brincadeira: 'Quero ir embora'. Isso é sério, é o país, é a pandemia, é o Ministério da Saúde. Não pode ser levado da forma como está sendo colocado. Eu não pedi para ir embora nem vou pedir, estamos trabalhando e é um trabalho em conjunto com o governo. Se haverá uma substituição ou não, cabe ao presidente da República e não a mim", afirmou.

 

O general também defendeu sua gestão no enfrentamento à pandemia, em meio à pressão pela sua saída do posto. Na coletiva, ele fez um balanço de sua atuação, em que detalhou o cronograma de vacinação e descreveu estratégias da sua equipe.

 

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.