Suspeita de transmissão da variante brasileira da Covid-19 em SC é investigada

Variante teria sido detectada em três pessoas no Estado, afirma a UFSC

Por Oeste Mais

04/03/2021 15h14 - Atualizado em 04/03/2021 15h21



O laboratório da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) notificou a Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (Dive) nesta quinta-feira, dia 4, sobre a identificação de casos contraídos no próprio estado da variante P.1 da Covid-19, conhecida como a variante brasileira, identificada primeiro em Manaus

 

De acordo com o pesquisador da universidade, Glauber Wagner, a variante foi detectada em três pessoas no Estado. A suspeita surgiu na última semana, conforme explica o pesquisador da UFSC.

 

Glauber informa que as amostras foram enviadas para análise em um laboratório parceiro, uma startup catarinense financiada pela Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina), que faz parte do grupo de trabalho com a Covid-19 da universidade.

 

Os testes serão enviados para a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro, para uma nova verificação e uma declaração oficial de que se trata da variante P.1.

 

“Realizamos quase 100% do genoma, então é um resultado de muita credibilidade. Tenho certeza que se trata, sim, da variante P1”, conclui o pesquisador da UFSC.

Com informações do ND+


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.