Governo do Estado fará repasse suplementar de mais R$ 1,6 milhão para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó

Oeste ganha 230 novos leitos clínicos e 67 de UTI

Por Oeste Mais

28/02/2021 08h20 - Atualizado em 28/02/2021 08h20



Governo está preparando repasse para Chapecó (Foto: Julio Cavalheiro / Secom)

O Governo do Estado está preparando repasse suplementar de mais R$ 1,6 milhão ao Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, para ampliar a disponibilidade de leitos e a atenção a pacientes de Covid-19 no Oeste catarinense. 

 

A Secretaria de Estado da Saúde aguarda o cadastramento da proposta da unidade hospitalar para formalizar a transferência. O valor se soma aos mais de R$ 36,5 milhões repassados ao hospital durante o período de enfrentamento à pandemia. São recursos que permitiram a ampliação de 79 leitos dedicados ao coronavírus na unidade hospitalar.

 

“Desde o início da pandemia estamos mobilizados para garantir a ampliação de nossa rede e o envio de recursos aos hospitais. Os repasses à rede filantrópica ultrapassam R$ 638,7 milhões, com 908 leitos ampliados”, afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

 

Na semana passada, o Governo do Estado instalou um Centro Integrado de Operações contra a Covid-19 em Chapecó para atender e apoiar a realidade regional, que teve aumento da transmissibilidade de casos e de óbitos nas últimas semanas.

Nos últimos 30 dias, já foi pactuada a abertura de 230 leitos clínicos e 67 leitos de UTI com as unidades hospitalares da região (Foto: Chapecó.org)

O governador Carlos Moisés esteve em Chapecó na semana passada e anunciou a ativação de novos leitos para atender a região. Nos últimos 30 dias, já foi pactuada a abertura de 230 leitos clínicos e 67 leitos de UTI com as unidades hospitalares da região.

 

Após reunião com o secretário de Estado da Saúde, o Ministério da Saúde também enviou representantes da Força Nacional em Saúde para Chapecó e Xanxerê, além de outras cidades da região, para entendimento das necessidades e outras intervenções nos fluxos de trabalho locais.

 

As equipes já estão na região e a medida faz parte da estratégia de enfrentamento ao aumento do número de casos e ao agravamento da crise do coronavírus em Santa Catarina.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.