Amamentação em tempos de Covid-19: veja recomendações

Amamentação é fundamental para o bom desenvolvimento da criança

Por Oeste Mais

24/08/2020 08h49 - Atualizado em 24/08/2020 08h49



Aleitamento materno precisar ser mantido mesmo em tempos de coronavírus (Foto: Mauricio Vieira/Secom)

O leite materno é considerado o único alimento que um bebê precisa nos seus seis primeiros meses de vida. Com ele a criança recebe os anticorpos da mãe que o protegem contra várias doenças. A amamentação ainda  ajuda a desenvolver a face da criança, auxiliando na formação de dentes fortes, desenvolve a fala e faz com que tenha uma boa respiração.

 

Mesmo em tempos de coronavírus e uma mãe infectada, o aleitamento materno precisar ser mantido. O médico infectologista da Dive Eduardo Campos de Oliveira explica que se os sintomas da mãe forem leves, ela pode continuar levando o filho ao peito desde que observadas as regras básicas como o uso das máscaras e boa higienização das mãos e mamas.

 

Caso a mulher tenha sintomas muito intensos, como muita tosse e coriza, que dificultem o processo de amamentação, o leite pode ser retirado com bomba e oferecido ao bebê.

 

Agosto Dourado

 

Este mês é conhecido como Agosto Dourado, simbolizando a luta pelo incentivo à amamentação, com a cor dourada relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno.

 

O mês do Aleitamento Materno no Brasil foi instituído pela Lei nº 13.435/2017, que determina que, no decorrer do mês de agosto, sejam intensificadas ações intersetoriais de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno.

 

Para 2020, o tema escolhido foi "Apoie o aleitamento materno para um planeta mais saudável”.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.