Com taxa de ocupação em 77,9%, SC conquista habilitação de 40 novos leitos de UTI

Portaria do Ministério da Saúde reforça estrutura para atendimento de pacientes com Covid-19

Por Redação Oeste Mais

23/07/2020 08h08



Novos leitos reforçam estrutura hospitalar em cinco município de SC (Foto: Divulgação)

Uma portaria do Ministério da Saúde (MS) publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira, dia 22, habilitou mais 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atendimento de pacientes de Covid-19 em Santa Catarina. As habilitações atendem unidades hospitalares de cinco municípios catarinenses pelo período de 90 dias.

 

A portaria determinou a habilitação de cinco leitos no Hospital Santo Antônio, em Blumenau, dez leitos no Hospital São José, de Criciúma, dez no Hospital Beatriz Ramos, em Indaial, dez leitos no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville, e outros cinco leitos no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão.

 

A habilitação tem validade de 90 dias para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19 e representa um repasse total de R$ 5,76 milhões para o enfrentamento da pandemia. Os recursos serão disponibilizados em parcela única.

 

“É mais uma importante vitória, uma conquista para Santa Catarina para reforçar as unidades hospitalares, atender o pleito da comunidade e o que é mais importante: permitir o enfrentamento à pandemia”, destaca o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

 

“Nosso agradecimento à equipe técnica das unidades e da Secretaria de Estado da Saúde, que não estão medindo esforços para garantir a ampliação e habilitação de leitos de UTI”, acrescenta o secretário.

 

Taxa de ocupação

 

Conforme o mais recente boletim diário sobre a Covid-19 divulgado pelo governo do estado, a taxa de ocupação dos leitos de UTI em Santa Catarina está em 77,9%. Isso significa que, dos 1.376 leitos existentes no estado, 304 estão livres e 1.072 ocupados, sendo 461 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.