Cidades do Oeste e do Sul catarinense restringem acessos a locais públicos

Novas medidas contra avanço da covid-19 foram anunciadas pelas prefeituras de Dionísio Cerqueira, São Lourenço do Oeste, Campos Novos, Braço do Norte, Siderópolis e Balneário Rincão

Por Oeste Mais

28/06/2020 17h28 - Atualizado em 28/06/2020 17h28


Com aumento de casos de coronavírus em Santa Catarina, cada vez mais cidade tem intensificado as restrições para tentar conter o avanço da doença, com redução de horário para funcionamento de estabelecimentos e restrições em locais públicos.

 

Os prefeitos de Dionísio Cerqueira, cidade no Oeste catarinense que faz fronteira com a Argentina, e de São Lourenço do Oeste, que faz divisa com o Paraná, anunciaram medidas mais restritivas, assim como as cidades de Campos Novos, também no Oeste e de Balneário Rincão, Siderópolis e Braço do Norte, no Sul do estado.

 

As medidas já estão valendo, algumas por uma semana, outras por 15 dias e algumas por tempo indeterminado. Em todo estado são mais de 23 mil casos de Covid-19, incluindo 304 mortes.

 

Oeste

 

Em Dionísio Cerqueira as novas medidas começaram a valer no sábado, dia 27, e inclui proibição de circulação de pessoas em ruas e praças, entre às 21 horas e 5 horas. Os serviços de alimentação, como restaurantes, pizzarias, só podem atender até às 21 horas e fazer entregas até às 23 horas.

 

Após as 23 horas só funcionar o hospital da cidade, farmácias, funerárias, serviços de segurança, táxi, cargas e os postos de combustíveis, menos as lojas de conveniência. A aduana para pessoas entre Dionísio Cerqueira e Bernardo de Irigoyen, na Argentina, segue fechada.

 

As vigilâncias sanitária e epidemiológica da cidade farão a fiscalização, bem como o corpo de bombeiros, a Polícia Militar e o Exército, por causa da fronteira. Multas podem ser aplicadas em caso de descumprimento. As medidas valem por 15 dias.

 

Outra cidade que anunciou medidas mais rígidas é São Lourenço do Oeste, que faz divida com o Paraná. O horário de funcionamento de bares e restaurantes é até às 22 horas.

 

 

Também fica proibida a aglomeração de pessoas e o consumo de bebidas alcóolicas em vias públicas. O descumprimento das medidas também pode gerar multa. Na cidade há um disque denúncia (49) 98433-9568.

 

Em Campos Novos, no Meio-Oeste, também estão valendo novas restrições para tentar conter o avanço do novo coronavírus, entre elas o limite de 70% de ocupação em estabelecimentos e a entrada é limitada a uma pessoa por família.

 

Bares, restaurantes, lanchonetes e padarias podem funcionar até às 22 horas. Após esse horário, só delivery e é obrigatório o uso de máscaras e a disponibilização de álcool em gel 70%.

 

Sul do estado

 

As medidas tomadas pelos municípios de são para tentar diminuir o número de pessoas circulando nas ruas, principalmente onde possa ter aglomeração. Em Siderópolis, estão suspensas as visitas à barragem do rio São Bento. O local é um dos pontos turísticos mais visitados da região. A suspensão é por tempo indeterminado.

 

Já em Balneário Rincão, por exemplo, a prefeitura proibiu o acesso às lagoas, à praia, e ao calçadão da cidade. Só vão poder circular na orla os pescadores artesanais, que são obrigados a usar máscara, e veículos de uso exclusivo dessa atividade.

 

Em Braço do Norte, as medidas restritivas atingiram até o setor da saúde. A partir de segunda-feira, dia 29, os agendamentos de consultas médicas nas unidades de saúde estão suspensos. A determinação é válida por uma semana. O prefeito da cidade é um dos casos confirmados de covid-19.

 

Com informações do G1

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.