Governo contabiliza morte de idosa de Xaxim em boletim estadual da Covid-19; SC já tem 73 óbitos

Santa Catarina tem 3.733 casos confirmados do novo coronavírus

Por Redação Oeste Mais

13/05/2020 07h57 - Atualizado em 13/05/2020 07h57



O governo de Santa Catarina contabilizou no relatório diário de casos do novo coronavírus a morte de uma idosa de Xaxim que contraiu a doença. O óbito consta no boletim divulgado nesta terça-feira, dia 12.

 

No entanto, a Prefeitura de Xaxim diz que a morte ainda está sob investigação. A idosa foi diagnosticada com a doença no dia 15 de abril, mas segundo o município, já teria passado o ciclo da doença quando faleceu.

 

Santa Catarina tem 3.733 casos confirmados do novo coronavírus, segundo números divulgados pelo governo do estado. Desde o início da pandemia, 73 mortes já foram causadas pela Covid-19. O número coloca a taxa de letalidade do estado em 1,96%.

 

Além da morte da moradora de Xaxim, os outros óbitos recentes contabilizados pelo boletim estadual são de Jaraguá do Sul (vítima de 64 anos), Joinville (92 anos) e Papanduva (38 anos). Apenas este último não tinha registro de comorbidades.

 

O número de municípios com casos confirmados é 162, um a mais do que na última atualização diária. A novidade na lista é Jacinto Machado. O local com a maior quantidade é Florianópolis, que registra 398 casos. Na sequência, aparecem Chapecó (347), Blumenau (345), Joinville (271), Criciúma (225), Concórdia (145), Balneário Camboriú (140), Itajaí (137), Navegantes (131) e Braço do Norte (97).

 

Desde o início da pandemia, 295 pacientes já tiveram alta da unidade de terapia intensiva (UTI) para leitos de enfermaria. Há 1.960 pacientes recuperados, dado que contabiliza quem teve alta da internação e pacientes com casos leves após um período superior a 20 dias desde o início dos sintomas.

 

Atualmente, 113 pacientes estão internados nas redes pública e privada em leitos de UTI, entre casos confirmados de Covid-19 (68) e suspeitos (45). O Estado está com 498 leitos de UTI reservados para pessoas com infecção por coronavírus pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A ocupação é de 17,1%.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.