Ponte Serrada tem quase metade dos casos de coronavírus registrados nos municípios da Amai

São 14 dos 30 casos confirmados da doença na região, segundo a Secretaria Municipal de Saúde

Por Jhonatan Coppini

08/05/2020 12h41



O município de Ponte Serrada chegou a 14 casos de coronavírus (Covid-19) nesta quinta-feira, dia 7, segundo o mais recente boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. O total representa quase metade dos casos registrados na Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai).

 

São 14 cidades que integram a regional, mas a maioria segue sem caso de Covid-19. Além de Ponte Serrada, a Amai tem casos em Faxinal dos Guedes (6), São Domingos (6), Xaxim (3) e Xanxerê (1), totalizando 30 pacientes em cinco dos 14 municípios.

 

Ponte Serrada ainda tem duas pessoas com suspeita da doença, que já tiveram o material coletado para exame. Outros 114 pacientes são monitorados nas residências com algum sintoma de gripe. O município já teve 71 altas de monitoramento – moradores com sintomas ou que testaram positivo para a doença.

 

“Não gostaríamos de ter nenhum caso no município, mas hoje já temos 14 pessoas confirmadas, isso nos preocupa muito, visto que temos muitas pessoas que trabalham em empresas fora do município”, afirma a secretária de Saúde de Ponte Serrada, Adriana Pavelski.

 

Ela ainda aponta que todos os casos são importados, contraídos fora da cidade. “Sendo assim, cada pessoa que tem Covid-19 pode estar transmitindo para um familiar ou para os contatos mais próximos”, alerta.

Foto: Divulgação/Amai

Medidas

 

Uma série de medidas foi adotada pela secretaria para combater a proliferação do vírus no município, incluindo a montagem de uma tenda no Posto de Saúde do Centro, com o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas. A equipe de profissionais também foi submetida a um treinamento para o uso correto dos EPIs (equipamentos de proteção individual).

 

Um comitê de enfrentamento à pandemia, com a integração de vários órgãos, também foi montado e está em funcionamento. “Tudo o que a gente vai fazer é discutido em conjunto”, aponta Adriana, que também cita outras medidas, como a desinfecção constante das unidades de saúde, do hospital e veículos a cada transporte de paciente.

 

Ela aproveita e faz uma recomendação às pessoas que precisam ir até o posto de saúde para algum atendimento:

 

“Pedimos sempre à população que antes de vir às unidades de saúde, liguem e nos passem o caso. As enfermeiras irão orientar a necessidade de vir ou não até os postos, pois nesse momento as UBS são uma fonte de contágio devido à pandemia”, orienta.

 

Novo hospital será aberto

 

O novo Hospital Público Municipal será aberto nos próximos dias para reforçar a estrutura de atendimento em meio à pandemia. A informação foi confirmada pela secretária de Saúde, que ainda conversa com a equipe para definir todo o protocolo de atendimento.

 

Adriana adianta que a ideia é fazer do local um centro de triagem de pacientes com sintomas de Covid-19, além de observação de casos suspeitos por até 24 horas. “É mais uma ação que a gente está fazendo porque a gente está vendo que os números estão subindo. É mais uma medida de precaução”, comenta, fazendo um apelo à população:

 

“Peço encarecidamente que as pessoas se conscientizem, os casos estão aumentando, não existem remédios para essa doença. Fiquem em casa, só saiam se necessário. É muito melhor ficar em casa do que em isolamento dentro de um hospital”, reforça a secretária.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.