Organização Mundial de Saúde declara pandemia de coronavírus

Casos, mortes e números de países atingidos devem aumentar, segundo a OMS

Por Oeste Mais

11/03/2020 14h01 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia de coronavírus nesta quarta-feira, dia 11, afirmando que os casos, mortes e números de países atingidos devem aumentar.

 

O diretor-executivo do programa de emergências da OMS, Michael Ryan, ressaltou que a declaração não significa que a OMS vá adotar novas recomendações no combate ao vírus.

 

"A declaração de uma pandemia não é como a de uma emergência internacional - é uma caracterização ou descrição de uma situação, não é uma mudança na situação. (...) "Não é hora para os países seguirem apenas para a mitigação"".

 

Ryan também destacou que a OMS reconhece que há um risco a ser evitado com o uso da palavra: as pessoas não devem usar a declaração de pandemia como desculpas para desistir do combate e tentativas de conter a circulação do vírus.

OMS declara pandemia de coronavírus (Foto: Reprodução/Globo)

Perspectivas de novos casos

 

De acordo com a Organização, o número de casos, mortes e países afetados deve subir nos próximos dias e semanas. Nas últimas duas semanas, o número de casos fora da China aumentou 13 vezes e o número de países afetados triplicou.

 

De acordo com o mais recente balanço do órgão, há mais de 118 mil casos em 114 países e 4.291 pessoas morreram.

 

Foco de ação dos países

 

De acordo com Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, os países precisam preparar respostas em áreas chaves: detectar, proteger, tratar, reduzir a transmissão, inovar e aprender.

 

Perguntado pelos jornalistas se há recomendação para fechar escolas e fronteiras, o diretor-executivo do programa de emergências da OMS, Michael Ryan, avaliou que essas decisões têm sido tomada com base na avaliação de risco dos países.

 

De acordo com ele, países com número menor de casos não alcançarão grande impacto com medidas de isolamento social.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.