SC já registra 42 mil queimaduras de águas-vivas nesta temporada

Número é maior que no mesmo período da temporada de verão passada

Por Oeste Mais

24/01/2020 16h51 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Ao menos 42 mil ocorrências de queimaduras por água-viva já foram registradas no Litoral de Santa Catarina nesta temporada de verão. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, o número foi contabilizado entre 12 de dezembro de 2019 e 19 de janeiro deste ano. São mil casos a mais em comparação ao mesmo período da temporada passada.

 

Uma das possíveis causas para o aumento dos casos de queimaduras é o número de banhistas nas praias, que cresceu, conforme os bombeiros.

Mesmo na faixa de areia e sem viva, águas-vivas exigem cuidados (Foto: NSC TV)

Estudo deve apontar se teve aumento de águas-vivas

 

Há banhistas que acreditam que o número de águas-vivas também aumentou. “A impressão é que a cada vez que a gente vem para praia aumentam mais as águas-vivas no mar", diz a diarista Maria Fernanda Ferreira.

 

No entanto, não é possível afirmar se houve ou não aumento de águas-vivas no mar catarinense, pois não há estudos antigos relacionados a isso. Pesquisadores iniciaram nesta temporada esse levantamento e acreditam que em quatro anos seja possível fazer essa estimativa.

 

“Não temos uma série histórica que permita dizer se tem mais ou menos águas-vivas que em anos anteriores. O que posso falar é que tem muita água-viva em Florianópolis, dezenas de milhares desses animais nas nossas estimativas. Mas não é possível dizer se tem mais que em anos anteriores e, por isso, estamos começando a monitorar esses animais aqui no nosso estado”, diz Alberto Lindner, professor e pesquisador da Universidade Federal de Santa Catarina.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.