Número de focos do Aedes aegypti está 43,6% maior do que em 2016; são 61 municípios infestados

Conforme o relatório mais recente, já foram identificados 8.981 focos do mosquito em 139 municípios

Por Oeste Mais

11/10/2017 09h38 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) divulgou o boletim número 20 sobre a situação da vigilância entomológica do Aedes aegypti e a situação epidemiológica da dengue, febre chikungunya e zika vírus no estado, com dados até a Semana Epidemiológica (SE) 39, de 1º de janeiro a 30 de setembro.

 

No período foram identificados 8.981 focos do mosquito Aedes aegypti em 139 municípios. Conforme a Dive, neste mesmo período, em 2016, tinham sido identificados 6.255 focos em 132 municípios. O número de focos de 2017 é 43,6% maior quando comparado ao mesmo período do ano passado.

 

>> Boletim completo <<

 

Em relação à situação entomológica, até a SE 39 já são 61 municípios considerados infestados, o que representa um incremento de 22% em relação ao mesmo período de 2016, que registrou 50 municípios nessa condição.




COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.