Xanxerê terá laboratório de análises de larvas do Aedes aegypti

Regional de Saúde também receberá novos profissionais para o combate ao mosquito

Por Oeste Mais

02/02/2017 08h44 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Reunião na Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê (Foto: Divulgação)

O município de Xanxerê receberá um laboratório para análises de larvas do mosquito Aedes aegypti nos próximos meses. A informação foi confirmada em uma visita do superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Fabio Gaudenzi, acompanhado pelo diretor da Vigilância Epidemiológica, Eduardo Macário, e coordenador de projetos estaduais de Controle da Dengue, João Fuck, nesta quarta-feira, dia 1º, em Xanxerê. Eles participaram de uma reunião na Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê.

 

A Secretaria de Estado da Saúde também vai dispor de quatro novos profissionais para atuar na Vigilância Epidemiológica e fortalecer a equipe que faz o acompanhamento dos municípios. Das 17 cidades atendidas pela gerência, nove são consideradas infestadas pelo mosquito: Abelardo Luz, Bom Jesus, Coronel Martins, Galvão, Ipuaçu, Jupiá, São Domingos, Xanxerê e Xaxim. Todas estão recebendo acompanhamento especial e atenção redobrada.

 

“Atualmente, as análises são realizadas em Chapecó. Com o laboratório em Xanxerê, vamos conseguir suprir a demanda e proporcionar um atendimento melhor. Vamos preparar o ambiente para receber estes profissionais e um espaço para montar este laboratório”, avaliou Uilian Cavalheiro, gerente de Saúde. Ele acrescentou que o laboratório deverá iniciar as atividades no mês de março, como a vinda dos profissionais também prevista para o mesmo mês.

 

A reunião abordou a situação dos 17 municípios atendidos pela Vigilância Epidemiológica da Gerência de Saúde de Xanxerê, com o objetivo de apresentar o cenário e propor ações alternativas de combate ao Aedes aegypti, vetor da dengue, zika vírus e chikungunya. “Eles vieram para tentar entender o cenário e propor alternativas para o trabalho desenvolvido no combate ao mosquito. O que motivou a vinda foi principalmente a situação de risco dos municípios da nossa região”, disse Uilian.

 

Nesta quinta-feira, dia 2, o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, está em Chapecó para uma reunião com prefeitos e secretários municipais de saúde da Macrorregião Oeste de SC. Ele vai discutir, reforçar e aprimorar estratégias de prevenção e enfrentamento à dengue, zika e chikungunya, com ações que já vem sendo desenvolvidas entre o governo e as prefeituras.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.