Casos de dengue em Santa Catarina chegam a quase 3,5 mil em 2016

Novo relatório da Dive aponta que focos do mosquito Aedes aegypti já foram encontrados em 126 municípios

Por Oeste Mais

27/04/2016 10h25 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Já chega a 3.440 o número de casos confirmados de dengue neste ano em Santa Catarina, com 3.150 contraídos dentro do estado. O número das outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti também aumentou, como o da febre chikungunya, que subiu para 41. Os casos de zika vírus são 32.

 

Os dados são do 15º relatório do ano emitido nesta terça-feira, dia 26, pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina. Conforme o boletim, Santa Catarina continua com os mesmos 41 municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti registrados no boletim anterior.

 

Ainda há 1.356 casos de dengue em investigação em todo o estado. O município de Pinhalzinho segue com o maior número de casos autóctones (2.171), com uma taxa de incidência de 11.612,1 casos por 100 mil habitantes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior de 300 casos por 100 mil habitantes.

 

Em relação aos casos autóctones, até 23 de abril foram confirmados 3.150 casos, enquanto que no mesmo período em 2015 tinham sido confirmados 2.629, representando um aumento de 17%. Já sobre os focos do mosquito Aedes aegypti, neste ano foram identificados 4.766 focos em 126 municípios. No mesmo período em 2015 tinham sido identificados 4.211 focos em 96 municípios.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.