Terceiro caso de dengue é registrado em Xaxim

Todos os infectados contraíram a doença fora do município

Por Oeste Mais

28/03/2016 22h40 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Comissão contra o Aedes Aegypti coordena ação com mais um mutirão no próximo dia 8 de abril (Foto: Divulgação)

Foi confirmado nesta segunda-feira, dia 28, pela Secretaria de Saúde de Xaxim, o terceiro caso de dengue registrado no município. Os três infectados contraíram a doença durante viagens fora de Xaxim.

 

O mais recente caso é de um caminhoneiro, de 55 anos, morador do Bairro Frei Bruno. A confirmação da doença saiu no último sábado, dia 26, através de exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC).

 

Segundo informações da Secretaria de Saúde, que vêm monitorando o caso, devido à profissão de caminhoneiro, o paciente teria contraído a doença durante uma viagem ao município de Itajaí. Depois de receber tratamento adequado, o homem já está em casa e se encontra bem.

 

Ações de combate ao mosquito

 

Como medida preventiva para evitar novos casos de dengue e a presença do mosquito Aedes Aegypti, o governo de Xaxim realizará nesta terça-feira, dia 29, a partir das 8h30, uma pulverização com inseticida nas proximidades da residência do paciente.

 

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a ação ocorrerá a partir de um raio de 150 metros ao redor da casa do homem que contraiu a doença. Desde a tarde desta segunda-feira, um som de rua anuncia para que a comunidade do Bairro Frei Bruno deixe as janelas e portas abertas para que o inseticida possa entrar. Autoridades de Saúde reforçam que o inseticida só mata o Aedes Aegypti e não traz danos para pessoas, plantas ou animais.

 

Com 177 focos e três casos de dengue, Xaxim encontra-se em situação de infestação do mosquito. A próxima ação do Governo de Xaxim contra o mosquito Aedes Aegypti será um mutirão de limpeza e orientação no próximo dia 8 de abril.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.