Vereador condenado por sete tentativas de homicídio tem mandato extinto

Arestide Fidelis foi julgado e condenado por crime ocorrido em 2014, quando provocou acidente em Chapecó

Por Oeste Mais

26/10/2019 09:41 - Atualizado em 26/10/2019 09:43



Arestide Fidelis foi condenado a seis anos e meio de prisão (Foto: Divulgação)

A Câmara de Vereadores de Chapecó extinguiu o mandato do vereador Arestide Fidelis (PSB), condenado a mais de seis anos de prisão por sete tentativas de homicídio e embriaguez ao volante em um acidente ocorrido em maio de 2014. A extinção foi informada pelo Legislativo do município por meio de uma nota oficial.

 

“A Mesa Diretora do Poder Legislativo Municipal, por meio da Resolução nº04 de 2019, declara que foi extinto o mandato de Arestide Fidelis (PSB). O ex-vereador foi suspenso de seus direitos políticos, após condenação por ato de improbidade administrativa. Desta forma, foi convocado o suplente José Célio Portela (PSD), para assumir o mandato”, diz o texto.

 

Inicialmente, o vereador havia sido condenado a oito anos de prisão em um júri realizado no dia 12 de abril deste ano. A defesa recorreu da sentença e a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) reduziu a pena para seis anos e meio de prisão. Na ocasião, o grupo de desembargadores deu parcial provimento ao recurso, afastando a valoração negativa da culpabilidade.

 

O acidente ocorreu no Contorno Viário Oeste, na altura do Bairro Santo Antônio em Chapecó. Segundo testemunhas, Fidelis estava na contramão quando atingiu a lateral de um carro onde estavam um casal e um menino de quatro anos de idade. A mulher inclusive estava grávida de sete meses.

 

O então vereador continuou trafegando em alta velocidade pela mão contrária e bateu de frente com outro veículo, onde estavam mais um casal e os dois filhos — um menino de nove anos e uma adolescente de 13. A jovem teve ferimentos mais graves e traumatismo craniano. Todos os envolvidos foram atendidos por equipes de socorro e se recuperaram.

 

O agora ex-vereador é considerado foragido pela Justiça desde o último dia 18 de outubro.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.