TSE nega recurso de João Rodrigues e mantém candidatura indeferida

Defesa diz que pretende protocolar uma reclamação no STF assim que for publicado o acórdão

28/08/2019 09:08 - Atualizado em 28/08/2019 09:08



João Rodrigues segue impedido de assumir o cargo (Foto: Divulgação)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou na noite desta terça-feira, dia 27, o recurso de João Rodrigues (PSD) para que a candidatura dele de 2018 a deputado federal fosse deferida. Os embargos de declaração foram rejeitados por seis votos a um.

 

O ex-deputado chegou a fazer votação suficiente para ser eleito, mas os votos não foram contabilizados por conta da inelegibilidade na condenação que o levou à prisão por meses em 2018. O relator no TSE foi o ministro Sérgio Banhos.

 

A defesa de Rodrigues, comandada por Marlon Bertol, diz que pretende protocolar uma reclamação no STF assim que for publicado o acórdão. João Rodrigues foi condenado por fraude à licitação quando era prefeito de Pinhalzinho, em 1999.

 

O ministro Gilmar Mendes concedeu liminar em abril para suspender a inelegibilidade do político, mas negou o registro da candidatura e delegou a responsabilidade ao TSE. Ricardo Guidi (PSD) é ocupante da vaga pessedista na Câmara Federal.

Do NSC Total


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.