Reunião discute defesa pela permanência da Regional de Saúde de Xanxerê

Gerência existe há 24 anos e atende municípios que pertencem às regiões da Amai e Amnoroeste

Por Oeste Mais

15/02/2019 14:49


A prefeita de São Domingos e presidente da Amai (Associação dos Municípios do Alto Irani), Eliéze Comachio, participou nesta quinta-feira, dia 14, de um encontro com o deputado estadual Neodi Saretta para solicitar apoio à defesa da permanência da Gerência Regional de Saúde de Xanxerê (Gersa).

 

O deputado já foi presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) por duas vezes e deve fazer parte da nova comissão, que será eleita nos próximos dias.

Eliéze Comachio, presidente da Amai, em reunião sobre permanência da Gersa (Foto: Divulgação/Amai)

Eliéze destacou a importância da permanência da Gersa na região para que os municípios continuem tendo um atendimento com qualidade. “Sem dúvida quem perde com o fechamento é a população, a Amai fará o possível para que isso não aconteça”, saliento a presidente da Amai.

 

Ela explica ainda que a associação está elaborando um documento junto com a Comissão Inter-regional de Saúde (CIR) para pedir ao estado que a Gersa permaneça em Xanxerê. Segundo Eliéze, o documento será entregue pelo prefeito de Ponte Serrada, Alceu Wrubel, que vai representar a região durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), em Florianópolis, ná próxima semana.

 

O deputado Neodi Saretta disse que desde as primeiras notícias sobre o fechamento das regionais de saúde, está acompanhando a temática. “Entendemos que é preciso cortar custos, mas o trabalho na saúde é essencial. Quando o projeto de reformar chegar à Alesc, precisamos estar articulados e organizados para convencer o governo estadual que o fechamento é um equívoco”, reforçou.

 

A gerência existe há 24 anos e atende hoje os municípios que pertencem às regiões da Amai e Amnoroeste. As atividades desenvolvidas pelos técnicos que atuam na Gersa abrangem supervisões, acompanhamento, fiscalizações, capacitações e orientações aos municípios.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.