‘Não tenho mais muita participação na administração’, diz vice-prefeita de Faxinal ao pedir desfiliação do MDB

Maritânia Sandi Rosa da Silva assinou requerimento de desfiliação do partido na última quinta-feira

Por Oeste Mais

15/06/2019 11:17 - Atualizado em 15/06/2019 11:33



A vice-prefeita Maritania Antonia Rosa da Silva Sandi pediu desfiliação do MDB nesta semana. Um requerimento encaminhado ao diretório municipal do partido foi assinado por ela na última quinta-feira, dia 13. Ela venceu as eleições na chapa encabeçada pelo prefeito Gilberto Angelo Lazzari.

 

Entre os motivos, Maritania disse que não foi consultada em muitas decisões políticas da administração municipal. “Ficou bem claro que não importa se eu penso ou se eu não penso, quem decide com a caneta não sou eu”, afirmou em uma entrevista ao Portal Faxinal.

 

Maritania chegou a assumir o cargo de prefeita em maio de 2018 (Foto: Divulgação)

O prefeito Gilberto Lazzari também disse ao mesmo veículo que já previa a ação da vice-prefeita, e que provavelmente a saída se dê por incompatibilidade de ideias.

 

Maritania ratificou o motivo. “Não é o partido que define uma pessoa, são os ideais. Em época eleitoral, alguns ideais são diferentes do que tem agora, então me senti na obrigação de continuar com os meus pensamentos”.

 

Em maio de 2018, inclusive, ela foi a primeira mulher a assumir a Prefeitura de Faxinal dos Guedes, na época, em razão das férias do prefeito Gilberto Angelo Lazzari.

 

A vice-prefeita também deixou claro na entrevista o descontentamento com a escolha de alguns secretários e diretores sem que ela sequer tivesse sido consultada.

Requerimento de desfiliação do MDB assinado pela vice-prefeita (Foto: Guilherme Silva/Portal Faxinal)

Embora tenha pedido a desfiliação, afirmou que vai continuar trabalhando com respeito. “Vou continuar ajudando as pessoas dentro das minhas possibilidades. Mas de uma certa forma, como eu não concordo com muita coisa que está acontecendo, não tenho mais muita participação na administração”, avaliou.

 

Maritania também pediu desculpa aos eleitores pela situação. “Quando eu fui pedir voto, na minha ideia não era promessa, era um sonho que eu falava para as pessoas, mas que não aconteceu. Peço desculpa para as pessoas e dizer que o meu pensamento continua o mesmo, infelizmente não posso demonstrar em ações”, concluiu.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.