João Rodrigues recupera mandato de deputado federal

Decisão de Gilmar Mendes devolveu mandato ao político catarinense

13/04/2019 09:57 - Atualizado em 13/04/2019 11:31



João Rodrigues (PSD) vai reassumir o cargo de deputado federal. Um habeas corpus do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determina que seja suspensa a inelegibilidade do político catarinense até a análise final do pedido de prescrição da pena que levou ao indeferimento de seu registro de candidatura no ano passado.

 

Rodrigues recebeu 67,9 mil votos ano passado, quando tentava o terceiro mandato como deputado federal, ficando à frente de Ricardo Guidi (PSD), que deve perder a cadeira com a decisão de Gilmar Mendes.

 

Rodrigues teve o registro indeferido na Justiça Eleitoral por causa da Lei Ficha Limpa. O pessedista foi condenado a cerca de cinco anos de prisão em regime semiaberto por causa de supostas irregularidades em uma licitação para a compra de uma retroescavadeira quando era prefeito em exercício de Pinhalzinho, em 1999.

 

O caso chegou a levar o deputado à prisão em fevereiro do ano passado. Rodrigues alega que não houve dano aos cofres públicos na operação e que o caso já prescreveu.

 

Mendes entendeu que havia motivos para suspender a inelegibilidade até que o STF analise os argumentos da defesa do pessedista.

Do NSC Total


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.