Governo do estado garante R$ 2,2 milhões para ampliação e reforma do aeroporto de Chapecó

Reunião para tratar sobre a obra, estimada em R$ 11 milhões, foi realizada em Florianópolis

Por Oeste Mais

21/02/2019 14:23


O governo de Santa Catarina assegurou cerca de R$ 2,2 milhões para a obra de ampliação e reforma do Aeroporto Serafim Bertaso de Chapecó. O recurso foi garantido pelo próprio governador Carlos Moisés, que se reuniu na manhã desta quinta-feira, dia 21, para tratar do assunto com deputados estaduais da bancada do Oeste em Florianópolis.

Reunião entre governo e deputados do Oeste foi realizada em Florianópolis (Foto: Peterson Paul/Secom)

A formação de uma rede de atuação técnica e política entre o município de Chapecó, estado e o governo federal foi definida durante o encontro. Na prática, além da contrapartida financeira do estado, o governador designou uma equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura para fazer a interlocução entre os entes envolvidos e os ajustes técnicos no projeto para dar mais agilidade à obra.

 

O projeto de ampliação e reforma do aeroporto já está na Secretaria de Aviação Civil (SAC) e está orçado em aproximadamente R$ 11 milhões. “Para nós, essa já é a grande notícia. Não é só liberar recursos, mas construir essa rede de sinergia que vai garantir um acompanhamento do processo, reduzindo a burocracia e intervindo quando necessário. Quem ganha é o cidadão catarinense”, comemorou o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon.

 

“Mas vamos pensar sempre à frente. Não é só ampliar o terminal, vamos melhorar a segurança, as condições operacionais de pouso e decolagem, buscar mais alternativas de modernização”, determinou o governador. “O aeroporto não é só de Chapecó, é de Santa Catarina, do Brasil e, sobretudo, do cidadão. As pessoas não querem saber se o projeto está travado, se a obra vai atrasar. A nossa obrigação é resolver o problema e garantir que o cidadão tenha mais qualidade e segurança”, finalizou Moisés.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.