Amai cria consórcio para a captação de recursos aos municípios

Consórcio CIM-Amai foi criado durante assembleia de prefeitos realizada nesta semana na sede da entidade

Por Oeste Mais

08/05/2019 07:57



O Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Região do Alto Irani — CIM-Amai — foi criado nesta semana pela Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai) durante a assembleia de prefeitos realizada na tarde de segunda-feira, dia 6, em Xanxerê.

 

O CIM-Amai permite a captação de recursos junto ao governo do estado para investimento em várias áreas dos municípios, como infraestrutura, educação e agricultura. “Estamos nos adequando às mudanças de governo e seguindo a evolução de mercado”, disse a secretária executiva da Amai, Ingrid Piovesan.

Ingrid Piovesan, secretária executiva da Amai, falou sobre o consórcio (Foto: Divulgação/Amai)

A modalidade é defendida pelo governo de Santa Catarina, que em vários momentos sinalizou que para a captação de recursos junto ao governo, os consorciados serão priorizados.

 

Entre as vantagens do CIM-Amai, destacam-se a possibilidade de licitar serviços e obras públicas para a implementação de políticas de interesse comum dos entes consorciados, dispor de maiores valores nos limites de licitação, firmar convênios, contratos e acordos, receber auxílio, contribuição ou subvenção, ter maior flexibilidade no poder de compra, na remuneração de pessoal e de pagamento de incentivos.

 

A presidente da Amai, Eliéze Comachio, lembrou que o consórcio é algo novo, mas importante para o avanço da região, além de atender os moldes de trabalho atual do governo.

Presidente da Amai, Eliéze Comachio, também falou sobre os benefícios do consórcio (Foto: Divulgação/Amai)

“[O CIM-Amai] vem para melhorar nosso crescimento enquanto região e possibilidade de criação de novos serviços para atender a demanda dos municípios. Entre as opções está a área de infraestrutura, em que se encaixa no futuro a possibilidade de implantação da Usina de Asfalto, que atenderá aos municípios com custo muito mais baixo para trabalhos de pavimentação asfáltica”, argumentou.

 

A assembleia serviu para a criação do consórcio, com a apresentação e aprovação do protocolo de intenções, mas agora um projeto de lei deverá ser enviado às Câmaras de Vereadores de cada município da Amai.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.