Município do Oeste tem primeiro negro a assumir como vereador em 67 anos de história

André Fumaça entrou como suplente no Legislativo de Palmitos no início deste mês e vai ocupar o cargo por 30 dias

Por Jhonatan Coppini

10/09/2021 11h25 - Atualizado em 10/09/2021 11h49



André Fumaça tem 42 anos de idade (Foto: Arquivo Pessoal)

Colonizado majoritariamente por italianos e alemães, o município de Palmitos, no Oeste de Santa Catarina, tem atualmente pouco mais de 16 mil habitantes, de acordo com o IBGE. Um deles é José André Dos Prazeres, popularmente conhecido como André Fumaça.

 

Aos 42 anos de idade, ele se tornou no início de setembro o primeiro vereador da raça negra a assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores do município, que fica a pouco mais de 60 quilômetros de Chapecó.

 

Palmitos tem 67 anos de história. Fumaça (PP) ficará por 30 dias na vaga do vereador licenciado Rafael Dutra Dacroce (PP).

 

“Fico feliz. Claro que não foi da forma como eu queria, porque eu queria ter me elegido para que pudesse representar o povo por quatro anos, mas 106 pessoas, 107 comigo, confiam em mim e votaram em mim acreditando que eu posso representá-los junto ao poder Legislativo”.

 

Nascido em Palmitos

 

“Quem não me conhece acha que eu vim de fora, mas não”, disse Fumaça em uma entrevista ao Oeste Mais. Nascido em Palmitos, ele é casado e pai de dois filhos. Foi candidato a vereador em duas eleições. Na primeira, fez 71 votos. Na segunda, conquistou 107 e ficou como suplente.

André é casado e pai de dois filhos (Foto: Arquivo Pessoal)

“Sou filho dessa terra e quero o melhor para ela. Nasci aqui em Palmitos, meus pais vieram da região de Herval d’Oeste, Joaçaba, mas eu nasci em Palmitos”, reforça o vereador suplente.

 

Com o ensino médico completo, Fumaça abriu uma barbearia há cerca de um ano e meio, onde trabalha atualmente. “Sou de origem humilde, já fui engraxate, vendedor de picolé, entreguei panfleto”, lembra, dizendo também já ter trabalhado como frentista, garçom, em segurança privada e até cantor de banda. Alias, tem um disco gravado de música gospel, de autoria própria.

 

“Eu sou do povo e vou trabalhar pelo povo, pela classe menos favorecida”, garante ao falar sobre como pretende atuar durante o período no Legislativo, onde já apresentou três indicações. “Minha bandeira é Palmitos, infelizmente a gente tem que ter um partido se você quer concorrer, mas passaram as eleições, eu acho que a bandeira tem que ser uma só”, pensa.

 

Ainda sobre o fato de ser o primeiro da raça negra a ocupar uma vaga na Câmara de Vereadores, se diz feliz por entrar para a história do município.

 

“É uma cidade colonizada por italianos e alemães, então não é todo dia que um negro ocupa uma cadeira junto à Câmara de Vereadores. Fico muito feliz em entrar para a história do município de Palmitos como o primeiro preto, negro, a assumir uma cadeira junto ao Legislativo”.

Candidato em duas eleições, Fumaça diz que pretende seguir na política (Foto: Arquivo Pessoal)

O período também é visto por ele como uma oportunidade para ganhar experiência, já que pretende seguir na política e disputar outras eleições. “Acho que esses 30 dias valem como experiência, não ficarei de braços cruzados. Eu sou do povo e andarei no meio do povo, conhecendo a real situação e a necessidade, levando as indicações para junto dos colegas na câmara municipal”, encerra.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.