Bolsonaro segue internado e não tem previsão de alta após ser diagnosticado com obstrução intestinal

Equipe médica do Vila Nova Star descartou cirurgia de emergência, após exames clínicos, laboratoriais e de imagem

Por Redação Oeste Mais

15/07/2021 08h42 - Atualizado em 15/07/2021 08h49



Foto do presidente Jair Bolsonaro divulgada nesta quarta-feira em perfil oficial de rede social (Foto: Instagram/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está internado no Hospital Vila Nova Star, na Vila Nova Conceição, na Zona Sul de São Paulo, onde passou a primeira noite. Ele foi transferido de Brasília para São Paulo na noite desta quarta-feira, dia 14, após apresentar um quadro de obstrução intestinal (entenda mais abaixo). Segundo informou o G1, Bolsonaro passou bem durante a noite e deve realizar novos exames de imagem durante a manhã desta quinta-feira, dia 15.

 

Após a realização de exames clínicos, laboratoriais e de imagem na noite desta quarta, a equipe médica que cuida do presidente, coordenada pelo cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, definiu que ele receberá um “tratamento clínico conservador”, descartando a necessidade de uma cirurgia de emergência inicial. Ele vai permanecer internado e não há previsão de alta.

 

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador", disse a nota divulgada pelo hospital na quarta-feira.

 

Soluços

 

O presidente vinha se queixando nos últimos dias de soluços persistentes. Ele chegou a falar sobre o problema em transmissões ao vivo na internet.

 

Por causa da facada de 2018, Bolsonaro realizou quatro cirurgias em São Paulo, todas conduzidas pela equipe liderada por Antonio Luiz Macedo no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista.

 

A última foi realizada em setembro de 2019, quando o presidente corrigiu uma hérnia (saliência de tecido) surgida no local das intervenções anteriores.

Bolsonaro é colocado em ambulância para ser transferido ao hospital em SP (Foto: Reprodução)

Obstrução intestinal

 

De acordo com a nota oficial, a constatação da obstrução intestinal foi feita pelo cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que acompanha a saúde de Jair Bolsonaro desde o atentado a faca sofrido pelo então candidato nas eleições de 2018.

 

A obstrução intestinal ocorre quando há o bloqueio total ou parcial da passagem das fezes pelo intestino. Isso pode levar à distensão das alças intestinais, ou seja, deslocamento ou aumento do volume de partes do intestino.

 

Essa alteração pode, eventualmente, irritar o diafragma, um músculo que fica logo abaixo dos pulmões e que se move durante a respiração. Quando o diafragma é irritado, ocorre um movimento involuntário, que faz com que o musculo se expanda e comece a puxar uma respiração profunda, que é interrompida pela glote, fechando. É esse fechamento que provoca o soluço.

 

O perfil oficial de Jair Bolsonaro em uma rede social publicou nota na qual ele agradece as orações e disse que enfrenta um novo desafio em decorrência do atentado que sofreu na campanha eleitoral de 2018.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.