Moisés reassume governo e reconduz secretários após ser absolvido de impeachment

Governador disse que ‘erro foi reparado e verdade foi restabelecida pela segunda vez’

Por Oeste Mais

07/05/2021 21h14 - Atualizado em 07/05/2021 21h14



Carlos Moisés reassumiu o cargo de governador de SC após ser absolvido de impeachment (Foto: Divulgação)

O governador Carlos Moisés falou pela primeira vez após ser absolvido do processo de impeachment nesta sexta-feira, dia 7. Ele afirmou que a decisão restabeleceu a verdade e reparou um erro, já que não havia justa causa legal.

 

Segundo o governador, o momento é de recuperar o tempo perdido e retomar os trilhos do desenvolvimento. “Hoje é um dia histórico para Santa Catarina, um dia em que o erro foi reparado. Um dia em que a verdade foi restabelecida pela segunda vez”, declarou.

 

“Infelizmente, o mais prejudicado foi o estado de Santa Catarina, que viveu mais este triste episódio, que travou o desenvolvimento, retirou oportunidades e ceifou vidas. É importante destacar que não vamos conseguir nos afastar totalmente das consequências. Faço votos para que essa história nunca mais se repita. Que seja um aprendizado para todos nós, para as futuras gerações”, discursou.

 

Moisés disse que instituições e entidades do Estado não podem ser utilizados para fins políticos. “A vontade popular precisa estar acima de tudo. Quando um homem comum traz uma oportunidade de mudança na gestão, quando um projeto novo mostra resultados e crescimento, nasce também a esperança. É possível vencer as adversidades e as injustiças. É possível, sim, fazer a diferença. Santa Catarina retorna aos trilhos. Contem comigo”, completou.

 

Secretários retornam ao cargo

 

O governador também anunciou o retorno dos antigos secretários de governo e desfez as mudanças realizadas pelo governo interino da vice-governadora Daniela Reinehr.

 

Paulo Eli volta ao comando da Fazenda; André Motta Ribeiro será novamente o chefe da Saúde; Thiago Vieira retoma o comando da Infraestrutura; Luciano Bulligon volta a ser secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável; Eron Giordani comanda a Casa Civil; Alisson de Bom de Souza volta para o cargo de procurador-geral do Estado; Jorge Tasca retorna à Secretaria da Administração; Mané Ferrari volta à Santur; e Lucas Esmeraldino assume a Secretaria de Articulação Nacional. A novidade é a ascensão de João Cavalazzi na Secretaria da Comunicação.

 

Ao responder as perguntas dos jornalistas, o governador também afirmou que analisará todos os atos realizados durante o seu período de afastamento, de modo a verificar a viabilidade dos projetos. Além disso, também confirmou que todas as ações paralisadas nas últimas semanas serão retomadas. “Santa Catarina não tem tempo a perder”, concluiu.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.