Presidente da Câmara de Vereadores de Campos Novos morre após 46 dias internado com Covid-19

Adavilson Telles, popularmente conhecido como Mancha, tinha 40 anos de idade e cumpria o quarto mandato

Por Oeste Mais

20/04/2021 08h35 - Atualizado em 20/04/2021 08h35



Adavilson Telles tinha 40 anos de idade (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara de Vereadores de Campos Novos, Adavilson Telles (popularmente conhecido como Mancha), morreu depois de ficar 46 dias hospitalizado com Covid-19. A morte ocorreu na tarde desta segunda-feira, dia 19. Mancha tinha 40 anos de idade.

 

No dia 5 de março ele foi internado em Campos Novos. Com a piora no quadro de saúde, foi transferido no dia 26 de março para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Bom Jesus de Ituporanga (SC), no Alto Vale do Itajaí, onde faleceu por volta das 16 horas.

 

“Ao longo desses 14 anos de vida pública, Mancha foi um político íntegro, humano, focado na sua missão confiada pelo voto da população. Lutou por grandes causas, especialmente na defesa da moralidade administrativa, cobrando ações efetivas dos gestores municipais para melhorias na cidade de Campos Novos”, destacou uma nota oficial publicada no site do Legislativo municipal.

 

“Com certeza deixará boas lembranças e seu legado na história camponovense”, completou o texto. A Prefeitura de Campos Novos decretou luto oficial por três dias por causa do falecimento.

 

Carreira

 

Mancha iniciou a carreira política em 2008, se elegendo vereador em Campos Novos pela primeira vez aos 28 anos, pelo Partido Progressista (PP). Foi reeleito para o cargo nas eleições de 2012 e 2016 como o vereador da oposição mais votado. Em 2021 estava exercendo o quarto mandato como vereador em Campos Novos e foi conduzido presidente do Legislativo pela primeira vez no início do ano.

 

O corpo do vereador começou a ser velado na Câmara de Vereadores, em cerimônia restrita a familiares, autoridades e servidores da Câmara e colegas de trabalho. Depois seguiu para velório público no Ginásio de Esportes Humberto Calgaro. O sepultamento está marcado para as 14 horas desta terça-feira.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.