Bolsonaro dá posse a Queiroga, quarto ministro da Saúde desde o início da pandemia

Posse ocorreu no Palácio do Planalto e não constava na agenda oficial do presidente

Por Oeste Mais

23/03/2021 17h38



O presidente Jair Bolsonaro deu posse na manhã desta terça-feira, dia 23, para o médico Marcelo Queiroga como novo ministro da Saúde. A cerimônia foi discreta, no Palácio do Planalto, e não constava na agenda oficial do presidente.

 

No início da tarde, edição extra do "Diário Oficial a União" publicou o decreto com a nomeação de Queiroga e a exoneração do antecessor Eduardo Pazuello.

 

Queiroga substitui Pazuello no pior momento da pandemia de Covid-19 no Brasil, com recordes sucessivos de mortes e contaminações. O país já soma mais de 295 mil mortes pela Covid.

 

Na última semana, um dia após ter o nome anunciado para a pasta, o médico cardiologista fez um pronunciamento em que defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS) e citou a importância das "evidências científicas" em futuras ações da pasta, mas sinalizou que fará uma gestão de continuidade.

 

Em discurso afinado com as preocupações do presidente Jair Bolsonaro, Queiroga se mostrou preocupado com o impacto da pandemia da Covid-19 na economia. "É preciso unir esforços do enfrentamento da pandemia com a preservação da atividade econômica", disse o novo ministro.

 

Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Marcelo Queiroga é o quarto ministro da Saúde desde o começo da pandemia de Covid, há pouco mais de um ano. Antes dele comandaram a pasta o médico e ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS); o médico Nelson Teich; e o general do Exército Eduardo Pazuello.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.