Sessão da Câmara de Ponte Serrada tem cinco indicações e três pedidos de informação

Confira como foi a segunda sessão ordinária da Câmara de Vereadores em 2021

Por Jhonatan Coppini

09/02/2021 08h03 - Atualizado em 09/02/2021 08h06



Sessão da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada desta segunda-feira, dia 8 (Foto: Jhonatan Coppini/Oeste Mais)

A sessão da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada desta segunda-feira, dia 8, foi marcada pela apresentação e aprovação de cinco indicações e três pedidos de informação. As solicitações foram apresentadas pelo bloco parlamentar “A força do povo”, formado pelos vereadores Ademar José Alves Pereira, Francinara Magrini Ferreira, Milena Aparecida da Silva e Nordival de Quadros Junior, e o vereador Robson Acunha.

 

Uma das três indicações feitas pelo bloco parlamentar “A força do povo” é para que o poder Executivo construa um abrigo de passageiros na Linha 25 de Maio. Outra indicação pede que o município viabilize o transporte dos alunos da Vida Nova até a escola da Vila Pouso dos Tropeiros (CTG). Um terceiro pedido solicita que a administração municipal execute lombadas na Rua Hermínio Ticciani, no Bairro Moroso.

 

Outras duas indicações apresentadas na sessão desta segunda-feira foram de autoria do vereador Robson Acunha. Um dos pedidos é que o Executivo crie um vale alimentação às famílias em situação de vulnerabilidade. Ele ainda indicou a inclusão de funcionários de farmácias, laboratórios, policiais militares e bombeiros nos grupos prioritário de vacinação contra a Covid-19.

 

A sessão desta semana ainda teve a aprovação de três pedidos de informação, sendo um feito pelo bloco parlamentar “A força do povo” (Ademar José Alves Pereira, Francinara Magrini Ferreira, Milena Aparecida da Silva e Nordival de Quadros Junior) e dois apresentados pelo vereador Robson Acunha.

 

Os pedidos de informação foram os seguintes:

 

■ Que o poder público encaminhe à Câmara de Vereadores cópia da Legislação que determina a forma de cadastro e o pagamento dos Conselheiros Tutelares;

 

■ Com relação à obra de ampliação da Unidade Básica de Saúde Central:

 

- Por que a obra se encontra inacabada?

 

- Já foi notificada a empresa vencedora da licitação?

 

- Quais providências tomadas?

 

- Qual a data prevista para a população usar o novo espaço?

 

■ Que o Executivo encaminhe ao Legislativo cópia do projeto da rede de distribuição de água da Casan e cópia do contrato com o Estado de Santa Catarina sobre a forma de abastecimento e responsabilidades sobre a estação de tratamento e demais serviços.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.