Inquérito contra governador Carlos Moisés sobre fraude dos respiradores é arquivado

STJ determinou instauração de inquérito em Brasília sobre compra de 200 respiradores com pagamento antecipado

Por Oeste Mais

27/01/2021 11h34 - Atualizado em 27/01/2021 14h01



O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) arquivou o inquérito civil sobre as investigações referentes à conduta do governador Carlos Moisés na fraude dos respiradores. A decisão foi tomada pela força tarefa presidida pelo Procurador Geral Fernando Comin. A informação é do colunista Moacir Pereira, do ND+.

 

O inquérito foi aberto para apurar atos de improbidade administrativa praticados na aquisição de 200 ventiladores pulmonares pelo Estado de Santa Catarina, da empresa Veigamed Material Médico e Hospitalar Eireli, ao custo de 33 milhões de reais, por meio de dispensa de licitação.

 

A decisão deve reverberar no segundo julgamento do processo de impeachment contra o governador, que trata justamente sobre a questão dos respiradores. Inicialmente marcado para ocorrer em dezembro do ano passado, o julgamento foi adiado e irá aguardar o resultado do inquérito instaurado pela Polícia Federal.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.