Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

Biden pediu união para derrotar o extremismo e restaurar a alma americana

Por Oeste Mais

20/01/2021 15h16 - Atualizado em 20/01/2021 15h16



Biden se tornou o 46° presidente dos Estados Unidos (Foto: Saul Loeb/Pool/AP)

Joe Biden, de 78 anos, tomou posse nesta quarta-feira, dia 20, como o 46º presidente dos Estados Unidos, sucedendo o republicano Donald Trump. Em seu discurso inaugural, o democrata pediu união para derrotar o extremismo e restaurar a alma americana.

 

"Temos que nos unir para enfrentar nossos inimigos: raiva, ódio, extremismo, violência, doença, desemprego e desesperança", disse o presidente. "Com união, podemos fazer grandes coisas, coisas importantes."

 

O presidente citou os efeitos da pandemia do novo coronavírus, que tirou a vida de milhares de americanos e afetou a economia, como desafios da sua administração. Além disso, ele reforçou que é importante que os EUA garantam a igualdade entre as pessoas.

 

Pouco antes, a vice-presidente Kamala Harris foi empossada como a primeira mulher a ocupar o cargo na história dos EUA. "Não me digam que as coisas não podem mudar", disse Biden.

 

Biden também usou seu discurso para fazer uma promessa à comunidade internacional, depois de quatro anos da agenda America First (América em primeiro lugar, em português), do governo Trump.

 

“Vamos restaurar nossas alianças e nos reunir com o mundo novamente, não para enfrentar os desafios de ontem, mas os de hoje e de amanhã”, disse o presidente.

 

O presidente Donald Trump, deixou a Casa Branca na manhã desta quarta e embarcou para seu resort Mar-a-Lago, na Flórida, onde passará a morar a partir de então.

 

Em um discurso de despedida, na Base Andrews, da Força Aérea americana, Trump não mencionou em nenhum momento o nome de Joe Biden. Suas últimas palavras foram as seguintes: "Tenham uma boa vida. Nós nos veremos em breve".

 


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.