Eleitor com febre ou diagnosticado com Covid-19 nos últimos 14 dias não deve ir votar, recomenda TSE

Eleições municipais ocorrem no próximo domingo em todo o Brasil

Por Oeste Mais

11/11/2020 09h26 - Atualizado em 11/11/2020 09h28



O eleitor com febre ou que teve Covid-19 nos últimos 14 dias antes da votação não deve comparecer às urnas, ou seja, se infectado pela doença respiratória a partir do dia 10 de novembro.

 

A recomendação é do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ausência deve ser justificada em até 60 dias, com apresentação de atestado médico ou teste positivo para a Covid-19. A justificação pode ser feita em qualquer cartório eleitoral ou pelo aplicativo e-Título.

 

Para quem for votar, o TSE recomenda levar a própria caneta, usar máscaras, manter distância das pessoas e limpar as mãos com álcool em gel.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.